Após polêmica, Burger King muda nome do Whopper Costela
shutterstock
Após polêmica, Burger King muda nome do Whopper Costela

Depois da polêmica envolvendo o Whopper Costela sem costela do Burger King, a rede de fast food resolveu mudar o nome do sanduíche. Agora, a linha passará a se chamar Whopper Paleta Suína.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Nesta semana, o Burger King recebeu críticas após uma publicação no Instagram da página "Coma Com Os Olhos" — a mesma que revelou que a linha McPicanha, do McDonald's,  não era feita com hambúrguer de picanha .

A conta acusou a lanchonete de 'propaganda enganosa', devido ao Whopper Costela, na realidade, ser feito de paleta suína, com aroma natural de costela.

"Julgo no mesmo nível de canalhice do McPicanha, ou ainda pior, no quesito propaganda enganosa. A partir de agora teremos que ficar muito atentos aos textos legais, porque cada vez mais estão tentando de enganar. Mais uma vez você está sendo induzido ao erro", disse a publicação.

Após a repercussão, o Burger King admitiu a informação e divulgou uma nota em que anuncia a mudança de nome da linha de sanduíches lançada no final do ano passado.

"Transparência sempre foi palavra fundamental no BK. Quando lançamos o Whopper Costela, anunciamos em nossas comunicações que ele é feito de carne de porco – paleta suína – e com sabor de costela, sem qualquer ingrediente artificial. Mas a reação das pessoas é um recado bem claro. Hora de ouvir, aceitar e agir. Sem meias palavras, sem gracinha, sem relativizar o problema", afirmou o Burger King em nota.

Leia Também

"Por isso, a gente vem a público dizer que sentimos muito pelo ocorrido e anunciar a troca imediata do nome do sanduíche para 'Whopper Paleta Suína'. O sanduíche continua igual, a composição do hambúrguer permanece sendo 100% carne de paleta suína com aroma de costela, sem qualquer ingrediente artificial", finalizou.

Senado fará audiência com McDonald's e BK; Procon notifica rede de fast food

A Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor do Senado aprovou nesta terça-feira (3) um requerimento que prevê a realização de uma audiência pública com representantes do McDonald's e do Burger King para explicar as acusações de propaganda enganosa.

O documento aprovado também prevê a participação de representantes do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), do Procon, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do blog "Coma com os Olhos", responsável pelas denúncias. A audiência deve ocorrer no próximo dia 12.

Depois de o Procon-DF  suspender a comercialização do Whopper Costela  no Distrito Federal foi a vez do Procon-SP de intervir. O órgão paulista notificou o Burger King para pedir explicações sobre as notícias envolvendo a linha de sanduíches.

"Se ficar comprovado que houve indução do consumidor a erro, a empresa pode ser multada por publicidade enganosa em até 11,6 milhões de reais", declarou Guilherme Farid, diretor executivo do Procon-SP, em comunicado.

A lanchonete tem até o dia 6 de maio para responder à notificação.

O Procon-SP já havia notificado o McDonald's  por causa da polêmica envolvendo o McPicanha. Na última sexta-feira (29), o principal rival do Burger King  resolveu tirar a linha de seu cardápio.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários