Saiba como retificar sua declaração do Imposto de Renda 2021
Divulgação
Saiba como retificar sua declaração do Imposto de Renda 2021

Os contribuintes que preencheram alguma informação errada na  Declaração de Imposto de Renda (DIRPF) ainda podem podem retificá-la antes do prazo final.

No entanto, aqueles que tinham imposto a pagar e o fizeram antes de perceber o erro, precisam não apenas corrigir o equívoco na declaração, mas também também atualizar as pendências tributárias e pedir dinheiro de volta.

"A pessoa pode esquecer de informar algo ou ter alteração em documentos enviados antes, como o informe de rendimentos da empresa", exemplifica o tributarista, sócio e gerente de Pessoa Física na Domingues e Pinho Contadores, Augusto Andrade.

O especialista explica que o cruzamento de dados da Recita atualmente é bem rápido, o que facilita ao Fisco apontar ao contribuinte se há alguma pendência a ser retificada. No entanto, alguns erros podem passar e o contribuinte só se dar conta mais à frente, após enviar o formulário.

Prazo ampliado

Em 2021 o prazo para entrega do documento original foi adiado pela Receita para o fim de maio , mas esse tempo pode ficar ainda maior. O Congresso aprovou um novo adiamento para 31 de julho, que agora depende de sanção presidencial para valer .

Caso o contribuinte envie a declaração retificadora antes dessa data limite, poderá mudar do modelo simplificado para o completo, e vice-versa. Após esse prazo, isso não será mais possível.

No caso de necessidade de retificação, é possível fazer esse processo em até cinco anos. No entanto, quanto antes isso for feito, melhor para evitar de cair na malha fina e o pagamento de multas e juros, como alerta Augusto Andrade:  

"A retificação em si não enseja multa. Mas se uma pessoa retifica a declaração depois do prazo de entrega e o imposto devido aumenta, fazendo com que o contribuinte precise pagar uma diferença, esta sim será acrescida de multa e juros pelo atraso."

A multa é de 0,33% por dia sobre o tributo devido, limitada a 20% do valor total, acrescido de juros da taxa Selic mensal.

Como preencher a declaração retificadora 

A retificação do documento substitui o que foi entregue originalmente. Por isso, deve conter as mesmas informações, mas com as devidas alterações, exclusões e/ou acréscimos a serem feitos.

No programa do IRPF 2021 o contribuinte deve acessar a ficha “Retificar” no menu do lado esquerdo e selecionar o documento a ser corrigido.

O programa criará uma cópia da declaração enviada com erro na aba “Em Preenchimento”.

Depois, basta corrigir o que for necessário e verificar a situação da DIRPF 2021. É aí que o contribuinte deve avaliar em que situação se encaixa.

Pagou imposto de menos 

Quem pagou um valor inferior ao informado com a retificação, precisará calcular a diferença e gerar um novo  Darf  a ser pago com a quantia faltante.

Para aqueles que optaram por cota única, basta realizar esse processo uma vez e quitar as novas dívidas tributárias.

"Se eu tinha R$ 1.000,00 para pagar, quitei esse valor e depois de retificar o documento vi que o valor real devido era de R$ 1.200,00, preciso recolher um Darf complementar de R$ 200,00", demonstra Andrade.

Já quem optou pelo parcelamento, precisa emitir um Darf complementar referente a cada parcela que já foi paga anteriormente, caso o valor delas tenha sido menor do que o novo calculado nas quotas da retificação.   

"No nosso exemplo, eu resolvi parcelar os R$ 1.000,00 devidos em cinco parcelas de R$ 200,00. Já tinha pago as duas primeiras, retifiquei a declaração e o novo valor passa a ser de R$ 1.500,00. Agora minhas quotas são cinco de R$ 300,00, então vou ter que gerar um Darf complementar para a primeira de R$ 100,00 e para a segunda do mesmo valor."

Você viu?

Como gerar Darf complementar 

Para atualizar o valor, o contribuinte deverá utilizar o programa Sicalcweb, disponível no site da Receita. A opção a ser escolhida é "Preenchimento de IRPF Quotas", seguida dos dados pessoais do contribuinte.

O novo valor, calculado na retificadora, deve ser informado, assim como o campo referente a quota a ser quitada.

Depois disso, basta clicar em “Calcular” para ver o novo Darf e selecionar a opção "Sel" para conseguir emitir e imprimir o documento.

Pagou imposto a mais ou indevidamente

Já quem pagou um valor de tributos devidos e depois que fez a retificação viu que deveria ter pago menos, ou nem ter pago nada, pode solicitar o reembolso ou a compensação à Receita

O reembolso é entregue com acréscimo de juros Selic, contados do primeiro dia útil seguinte ao pagamento até o momento em que a Receita liberar o valor da restituição.

Para quem optou pelo parcelamento, a compensação no próprio valor das quotas ainda não pagas também é possível, conforme aponta o especialista. É preciso que a declaração de compensação seja preenchida no site da Receita.

"Se as minhas parcelas antes eram cinco de R$ 200,00, passaram a ser cinco de R$ 150,00 e eu já paguei as duas primeiras, por exemplo. Na terceira, eu posso pagar apenas R$ 50,00, porque eu já paguei os outros R$ 100,00 a mais anteriormente. Na quarta em diante, pago o valor correto."

Pedido de reembolso  

Deve ser feito por um PER/DCOMP - Pedido Eletrônico de Restituição, Ressarcimento ou Reembolso e Declaração de Compensação - do valor pago a mais ou do total (em casos de pagamento indevido). 

Isso é feito por meio do portal e-CAC, no site da Receita, na opção “Restituição e Compensação”, "Acessar PER/DCOMP WEB".

Deve-se marcar o campo “Pedido de Restituição”, “Não” em “Documento Retificador?” e “Pagamento Indevido ou A Maior” no tipo de crédito.

A opção “O crédito será detalhado nesse documento” tem de ser escolhida. Na caixa de informação que aprece e seguida, o campo “Não” deve ser marcado para prosseguir.

“DARF Comum Quotas IRPF” é o modelo de declaração, o código da receita será o “0211” e o grupo de tributo “IRPF - Imposto sobre a Renda das Pessoas Físicas”. O contribuinte precisa informar o número de seu CPF e o valor da restituição solicitada.

Os dados cadastrais aparecem já preenchidos na plataforma, sendo necessário completar com as informações bancárias. Após esses passos, o contribuinte pode acompanhar a situação do pedido ainda via portal e-CAC.

Declaração de compensação 

Também é feito por meio do PER/DCOMP. Mas, para isso, deve-se escolher a opção “Declaração de Compensação”. Os passos serão os mesmos do último tópico na aba “Identificação do Crédito”.

Depois de preencher com o valor pago a mais em "Demonstrativo de Crédito", o contribuinte vai  informar o débito vencido ou a vencer com o qual deseja realizar a compensação tributária. Pode ser escolhido mais de um débito.

O "Grupo de Tributo" será "IRPF" e o código será referente ao tipo de serviço a ser abatido. Para quotas futuras, por exemplo, deve-se informar a opção "0211-01-IRPF-Quotas Declaração".

Depois de verificar eventuais pendências a pessoa pode, por fim, enviar a declaração e acompanhar a situação dela também pelo portal e-CAC no site da Receita.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários