Paulo Guedes
José Cruz/Agência Brasil
Paulo Guedes

Na sexta-feira (10), o ministro da Economia, Paulo Guedes, se reuniu para um almoço com empresários em São Paulo. Durante o encontro, ele criticou dois colegas de governo, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, com quem acumula desavenças de longa data, e seu desafeto mais recente, o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni. 

Segundo fontes ouvidas pelo colunista Lauro Jardim, Guedes teria culpado a dupla pelo fracasso da reforma administrativa. O ministro disse que os presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco estavam alinhados com o texto, mas os ministros "preferem não mexer em nada, não mudar o Brasil".

A assessoria do ministro da Economia informou em nota enviada ao GLOBO que "não bateu em ministros. Apenas diz a verdade quando perguntam porque reformas não andam: por que há quem aconselhe o Presidente que reformas tiram votos. Não é bater gratuitamente, é informar porque reforma administrativa parou".

Ao participar do 11º Seminário de Administração Pública e Economia do IDP, (Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa), no início do mês, Guedes culpou o  "entorno de Bolsonaro" pelo revés.

Leia Também

Guedes já discutiu com Onyx em outra ocasião, relacionada ao fundo de estabilização do preço de combustíveis e o acusou de ser o ministros  "que mais fala e menos entrega".

Quanto a Marinho, a desavença vem do ano passado e estava relacionada ao pedido do ministro do desenvolvimento regional de furar o teto de gastos com precatórios , o que acabou acontecendo em 2021.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários