O secretário de Política Econômica Adolfo Sachsida
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
O secretário de Política Econômica Adolfo Sachsida

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, disse nesta terça-feira (2) que o "núcleo" da equipe do ministro Paulo Guedes "permanece coeso e segue firme com a agenda”. O secretário é um dos que permanece desde o início do governo. Veja a lista divulgada por ele: 

  • Paulo Guedes: ministro;
  • Adolfo Sachsida: secretário de Política Econômica;
  • Marcos Cintra: saiu;
  • Roberto Campos Neto: presidente do Banco Central;
  • Carlos da Costa: secretário especial de Produtividade e Competitividade;
  • Von Doellinger: presidente do Ipea;
  • Pedro Guimarães: presidente da Caixa;
  • Rubem Novaes: saiu;
  • Roberto Castello Branco: saiu;
  • Paulo Uebel: saiu;
  • Marcos Troyjo: saiu para assumir a presidência do NDB; Waldery Rodrigues:
  • saiu; Alexandre Ywata: secretário da Secretaria de Política Econômica;
  • Daniella Marques: assessora especial do ministro.

A lista minimiza o desmonte da pasta ao colocar integrantes como o próprio ministro Paulo Guedes e o presidente do BC, Roberto Campos Neto.

“Para registro: 3 anos após o começo do governo de transição continuam na equipe econômica 8 dos 14 membros da equipe original, 5 saíram e 1 saiu para assumir a presidência do NDB (Novo Banco de Desenvolvimento”, escreveu Adolfo Sachsida no Twitter.

Ele seguiu: “Em resumo, não tem nada de debandada. O núcleo da equipe permanece coeso e segue firme com a agenda”, defendeu o secretário Sachsida.

12 baixas

Com a saída de dois secretários especiais do Ministério da Economia, o time formado por Paulo Guedes já acumula ao menos doze baixas em cargos importantes. Veja a seguir os técnicos escolhidos por Guedes que desembarcaram do governo desde o início da Presidência de Jair Bolsonaro.  Relembre.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários