Motoristas de todo o país fazem filas em postos de combustíveis desde a noite da última quarta-feira (8), temendo o desabastecimento por conta do bloqueio das rodovias por caminhoneiros bolsonaristas. A falta de gasolina também pode levar a um aumento do preço nas bombas, assim como aconteceu com a greve dos caminhoneiros de 2018 . Confira fotos!


Em 2018, a greve dos caminhoneiros pôde ser sentida na economia do país. A paralisação durou dez dias (entre o fim de maio e o início de junho) e provocou uma queda no abastecimento de vários produtos. Isso levou à indisponibilidade de alimentos e remédios e à alta no preço dos combustíveis. Além disso, aulas foram suspensas, a frota de ônibus foi reduzida, e voos foram cancelados em várias cidades.

Desde quarta-feira (8), caminhoneiros bolsonaristas realizam paralisações em pelo menos 15 estados brasileiros . A revindicação dos manifestantes é a destituição de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), em especial Alexandre de Moraes. Mesmo com o pedido de dispersão feito pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) , o bloqueio nas rodovias continua.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários