Tamanho do texto

No levantamento realizado na última sexta-feira (21), 4,5 milhões de pessoas ainda não tinham sacado recursos do Fundo do PIS/Pasep, por isso agências da Caixa vão funcionar em horário estendido nessa quinta e sexta-feira. Veja

Agência da Caixa Econômica Federal abrirão duas horas mais cedo na maior parte do País para atender demanda de cotistas do fundo PIS/Pasep que ainda não sacaram os valores que têm direito
Arquivo/Agência Brasil
Agência da Caixa Econômica Federal abrirão duas horas mais cedo na maior parte do País para atender demanda de cotistas do fundo PIS/Pasep que ainda não sacaram os valores que têm direito

Os  saques do Fundo PIS/Pasep terminam na próxima sexta-feira (28) para quem tem menos de 60 anos e cientes de que, até a última sexta-feira (21) cerca de 4,5 milhões de pessoas ainda não tinham realizado o saque do dinheiro que tem direito, as agências da Caixa Econômica Federal vão funcionar em horário estendido e abrir duas horas mais cedo nesta quinta e sexta.

Leia também: Empréstimo consignado com garantia do FGTS estará disponível a partir de amanhã

A exceção desses horários acontecerá apenas nas regiões em que o fuso horário torne a antecipação da abertura das portas das agências da Caixa pouco efetivas para o pleno atendimento aos clientes como nos estados do Norte.

Nessas regiões específicas, o horário também será ampliado, mas cada superintendência local decidirá se abrirá a agência mais cedo ou se fechará depois do expediente normal, por isso, os cotistas dessas regiões devem consultar o horário estendido na agência específica em que desejem passar.

Apesar do alto índice de trabalhadores que têm direito e ainda não sacaram os valores do Fundo PIS/Pasep , mais de 11 milhões de beneficiários já fizeram o saque.

No caso das contas do PIS, vinculadas aos trabalhadores do setor privado, que são administradas pela Caixa Econômica Federal, 4,02 milhões de cotistas ainda não sacaram R$ 5,3 bilhões. O total de beneficiários com menos de 60 anos é de 12,5 milhões, com direito a receber R$ 13,5 bilhões.

Leia também: Juros do rotativo do cartão de crédito sobem em agosto para 274% ao ano

Na última semana, a Caixa transferiu cerca de R$ 1,7 bilhão aos trabalhadores com conta em bancos privados. Na aba referente ao benefício no site da caixa , os trabalhadores podem conferir se o benefício já foi creditado ou ainda está disponível para saque.

Em relação ao Pasep, que é administrado pelo Banco do Brasil e é vinculado aos servidores públicos civis ou militares, são quase 480 mil cotistas que não sacaram R$ 650 milhões.

Após o dia 28 de setembro, no entanto, volta a valer a regra de liberação dos saques somente para quem tem a partir de 60 anos e para os casos de aposentadoria, invalidez (inclusive do dependente), morte do cotista (habilitando o herdeiro a sacar) e algumas doenças graves como câncer, AIDS, Parkinson e tuberculose (incluindo o dependente).

Nesses casos, é possível fazer os saques a qualquer momento, sem necessidade de seguir cronograma, e o prazo continua aberto por tempo indeterminado.

Leia também: Mesmo sem reajuste da Petrobras, preço da gasolina sobe e chega a R$ 4,652

O beneficiário com menos de 60 anos que não fizer o saque até sexta não perde o dinheiro, mas só conseguirá sacar se estiver enquadrado em algumas das hipóteses acima ou se o governo permitir novamente que o saque seja feito em qualquer idade, caso contrário, os valores deverão ser destinados ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), por isso é a hora de aproveitar o horário estendido das agências da Caixa para não perder o direito ao benefício.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.