Tamanho do texto

Ministros que têm mandato vão voltar ao plenário para votar; deixaram o cargo Onyx Lorenzoni e Marcelo Álvaro; ministra Tereza Cristina deve ser 3ª

Exonerados
Fotos: Agência Brasil/Montagem: iG Arte
Foram exonerados Onyx Lorenzoni e Marcelo Álvaro; Tereza Cristina deve ser a terceira da lista

As  exonerações dos ministros da Casa Civil da Presidência da República, Onyx Lorenzoni, e do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, estão publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira (9). A ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS), deve ser a próxima da lista. Na última segunda-feira (8), o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, disse que eles poderão participar da votação da reforma da Previdência , que tramita na Câmara dos Deputados.

Leia também: Cadastro Positivo: entenda como funciona a lista de bons pagadores

"Os ministros que têm mandato já estão liberados para participarem da votação da reforma . O senhor presidente entende que a presença deles em plenário há de reforçar a presença do governo em plenário, no sentido que a Nova Previdência é essencial para o futuro do nosso país", disse o porta-voz.

Atualmente, quatro ministros do governo são deputados federais: o chefe da Casa Civil, Onyx Lorezoni (DEM-RS); a titular da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS); o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) e o titular da pasta da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS).

O suplente de Onyx é o deputado Marcelo Brum (PSL-RS); a suplente de Tereza Cristina é a deputada Bia Cavassa (PSDB-MS); o suplente de Álvaro Antônio é Enéias Reis (PSL-MG); e o suplente de Osmar Terra é Darcísio Perondi (MDB-RS). O governo não informou se vai exonerar todos os quatro ministros para votarem a reforma.

O porta-voz da Presidência da República disse ainda que o governo está confiante na aprovação da reforma da Previdência e ressaltou que os dois turnos da votação da medida - uma exigência para propostas de emenda constitucional ( PEC ) - podem ser votados ainda esta semana.

"O deputado Rodrigo Maia também está esperançoso, e ele inclui nessa esperança a possibilidade de votar os dois turnos da Nova Previdência ainda essa semana. Então, é um sinal de que o esforço conjunto entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo, na pessoa do presidente da República e seus representantes, os ministros Onyx e o ministro Ramos, e na pessoa do deputado Rodrigo Maia, estão se mostrando adequados", afirmou Rêgo Barros.

Leia também: Cade e Petrobras celebram acordo para impulsionar mercado de gás