Tamanho do texto

Petrobras, Eletrobras e Banco do Brasil, cujas privatizações já foram ou estão sendo consideradas, fecharam o ano com saldo positivo de R$ 51,9 bilhões

undefined
Fernando Frazão/Agência Brasil
A última vez que as estatais terminaram o ano no azul foi em 2011, quando o lucro das três somou R$ 49,1 bilhões

Combinadas, as três maiores estatais de capital aberto do Brasil – Petrobras, Eletrobras e Banco do Brasil – registraram lucro líquido de R$ 51,9 bilhões em 2018. O valor, segundo levantamento feito pela Economatica com base em dados da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), é o maior já anotado pelo grupo em toda a história.

Leia também: Ferrovia Norte-Sul vale mais que o dobro do preço pelo qual foi leiloada

O fato de as três estatais terem obtidos resultados positivos no ano passado já é digno de nota. A última vez que Petrobras, Eletrobras e Banco do Brasil terminaram o ano no azul foi em 2011, quando o lucro líquido das empresas somou R$ 49,1 bilhões. O pior: de 2014 a 2017, o balanço consolidado do grupo resultou em prejuízo.

No ano passado, a petroleira registrou lucro de quase R$ 25,8 bilhões, o maior entre todas as empresas de capital aberto da América Latina. Só as receitas da Petrobras somaram R$ 349,8 bilhões no período, uma alta de 23% ante 2017. Foi o primeiro resultado positivo da estatal após quatro anos seguidos de perdas.

A Eletrobras , por sua vez, terminou 2018 com um saldo positivo de R$ 13,3 bilhões, número evidentemente melhor do que os R$ 1,73 bilhões negativos registrados no ano anterior. Só no quarto trimestre, segundo a empresa, o resultado foi positivo em R$ 12 bilhões. O desempenho foi o melhor dos últimos 20 anos.

Leia também: BNDES registra lucro líquido de R$ 6,7 bilhões em 2018

Bem próximo à Eletrobras, o Banco do Brasil fechou o ano passado com lucro de R$ 12,8 bilhões, de acordo com a CVM. Entre os quatro bancos brasileiros que registraram os melhores resultados da América Latina, a instituição financeira está em terceiro lugar, à frente de Santander Brasil e atrás de Itaú e Bradesco.

Valor de mercado

undefined
Reprodução/Facebook
Entre as três principais estatais do País, o Banco do Brasil tem o segundo maior valor de mercado: R$ 129,2 bilhões

Em 27 de março, o valor de mercado de Petrobras, Eletrobras e Banco do Brasil somava R$ 554,9 bilhões, um recorde histórico. A petroleira, responsável por 68,4% desse montante, fechou o dia valendo R$ 379,8 bilhões. As outras duas, por sua vez, estão em R$ 45,9 bilhões (8,3%) e R$ 129,2 bilhões (23,3%), respectivamente.

Leia também: Vale registra lucro de R$ 25,6 bilhões em 2018, o melhor resultado em sete anos

Entre todas as estatais , o valor de mercado da Petrobras impressiona por superar até mesmo os números de grandes empresas privadas. O valor da mineradora Vale, por exemplo, avaliada em R$ 259 bilhões antes da tragédia de Brumadinho, corresponde a pouco mais de dois terços do valor da petroleira.