BC britânico aumentou os juros mais de seis vezes este ano
Pixabay
BC britânico aumentou os juros mais de seis vezes este ano

Nesta quinta-feira (4) o banco central britânico anunciou a adoção da maior taxa de juros registrada no país em 27 anos. A população também foi alertada que é prevista uma grande recessão nos próximos meses para amenizar a inflação prevista para mais de 13%.

Os juros britânicos já foram elevados seis vezes pelo BC desde dezembro, porém a última mudança foi a maior desde 1995.

Com o aumento de preços nos combustíveis por conta da Guerra na Ucrânia o Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra entrou em acordo e aprovou aumento de 0,5 ponto percentual na taxa de juros, a aumentando para 1,75% - o nível mais alto registrado desde 2008.

Nos últimos anos os bancos centrais de diversos países têm aumentado a taxa de juros para tentar diminuir a demanda e conter a inflação, que já chega a bater recordes em vários países europeus. Com a pandemia de Covid-19, nações ao redor do globo tem enfrentado um aumento grande no preços; problemas nas cadeias de produção e procura maior pelos consumidores. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

O banco central também anunciou que o Reino Unido irá enfrentar uma recessão. A queda prevista na produção será de até 2,1%, dado similar  a queda na década de 1990.

A tendência calculada por economistas é muito menor do que os dados registrados durante a pandemia, e também fogem dos padrões da crise econômica de 2008. Pelas previsões, a economia britânica irá encolher a partir no último trimestre de 2022 e o cenário continuará assim por todo o ano de 2023, tonrando-a assim a recessão inglesa mais longa desde a crise financeira global 

"A política monetária não está num caminho estabelecido previamente. A escala, o ritmo e o momento de quaisquer outras mudanças na Taxa Bancária refletirão a avaliação do comitê sobre as perspectivas econômicas e as pressões inflacionárias.", disse o BC inglês. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários