Auxílio-doença dispensa perícia médica se espera for maior que 30 dias
Reprodução: ACidade ON
Auxílio-doença dispensa perícia médica se espera for maior que 30 dias

O auxílio por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) poderá ser concedido sem a realização de perícia médica quando o tempo de espera passar de 30 dias. Nesse caso, a concessão do benefício se dará por meio de análise documental pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). É o que determina portaria publicada nesta sexta-feira (29) no Diário Oficial da União.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

A portaria regulamenta uma medida provisória de abril,  que trazia mudanças na análise e concessão de benefícios do INSS.

A medida não vale para concessão de auxílio-acidente.

A análise documental será feita pela Perícia Médica Federal a partir da apresentação de atestado ou laudo médico, legível e sem rasuras, com as seguintes informações:

  • nome completo;
  • data de emissão do documento médico, a qual não poderá ser superior a 30 dias da data de entrada do requerimento;
  • informações sobre a doença ou CID;
  • assinatura do profissional que emitiu o documento e carimbo de identificação, com registro do Conselho de Classe;
  • data de início do repouso e prazo estimado necessário.

Os benefícios concedidos por meio de análise documental não poderão ter duração superior a 90 dias.

A emissão ou a apresentação de atestado falso ou com informação falsa configura crime de falsidade documental, e os responsáveis estarão sujeiros às sanções penais e ao ressarcimento dos valores indevidamente recebidos.

Quando não for possível a concessão do benefício de auxílio por incapacidade temporária por meio de análise documental, em razão do não atendimento dos requisitos, bem como quando ultrapassado o prazo máximo estabelecido para a duração do benefício, o requerente poderá optar pelo agendamento para se submeter a exame médico-pericial.

Não caberá recurso da análise documental realizada pela Perícia Médica Federal.

O requerimento de novo benefício por meio de análise documental somente será possível após 30 dias da última análise realizada.

Quem tem exame médico-pericial agendado poderá optar pelo procedimento de análise documental.

A portaria tem vigência de 30 dias, podendo ser prorrogada pelo Ministério do Trabalho e Previdência e pelo INSS.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários