Brasil criou 1,3 milhão de vagas no primeiro trimestre, diz Ministério do Trabalho
PMI/ Divulgação
Brasil criou 1,3 milhão de vagas no primeiro trimestre, diz Ministério do Trabalho

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) registrou 277.944 vagas de emprego com carteira assinada criadas em junho de 2022. O número foi divulgado pelo Ministério do Trabalho e Previdência nesta segunda-feira.

O número de admissões no mês foi de 1.898.876, enquanto as demissões somaram 1.620.932. O saldo resultante é inferior aos 310.036 empregos criados em junho de 2021.

No primeiro semestre, o Caged registrou 1.334.791 vagas criadas, resultado inferior ao mesmo período do ano passado. De janeiro a junho de 2021, foram 1.478.997 empregos criados com carteira assinada.

Acumulado do ano 

No primeiro semestre, o Caged registrou 1.334.791 vagas criadas, resultado inferior ao mesmo período do ano passado. De janeiro a junho de 2021, foram 1.478.997 empregos criados com carteira assinada.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

O setor que mais contribuiu para a criação de empregos foi o de serviços, com 788,5 mil vagas criadas. A recuperação econômica desse setor vem forte neste ano estimulada pela reabertura da economia depois da pandemia.

Em segundo lugar, o setor industrial criou 215,8 mil vagas. Já a construção foi responsável pela abertura de mais 184,7 mil, a agropecuária por mais 84 mil e o comércio por 61,7 mil. 

Salário de admissão em queda

A trajetória do salário médio de admissão vem sendo reduzido ao longo do ano. Em janeiro, chegou a R$ 2.006,15, caiu para R$ 1.930,74 em fevereiro e vem variando nesse patamar desde então. Em junho, foi de R$ 1,922,77.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários