Funcionária acusaram Pedro Guimarães de assédio sexual
Isac Nóbrega/Presidência
Funcionária acusaram Pedro Guimarães de assédio sexual

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (11) que o ex-presidente da Caixa Pedro Guimarães "vai responder" às denúncias de  assédio sexual que levaram à sua saída do banco.

"Avalio nada (sobre o caso). Ele está respondendo? Está respondendo. Tomei a providência que tinha que tomar", disse Bolsonaro. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

Questionado sobre o fato da saída de Guimarães ter sido publicada como se fosse "a pedido" no Diário Oficial da União (DOU), o presidente disse que "tanto faz".

"A pedido, tanto faz... Você no seu serviço pode pedir para sair ou alguém te demitir. Às vezes, o que é melhor para você? É pedir para sair. Não vou criar um problema em cima disso."

Bolsonaro afirmou ainda que recebe a culpa sobre "tudo que acontece" no governo. 

"Eu tenho 23 ministros, mais de uma centena de secretários, 30 mil servidores. Tudo que acontece colocam a culpa em mim. O Pedro vai responder, vai responder, e ao final do processo vão chegar a algum veredicto."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários