Deputados acionam TCU para investigar obras em casa de Guimarães
Valter Campanato/Agência Brasil
Deputados acionam TCU para investigar obras em casa de Guimarães

Os deputados federais Paulo Teixeira (PT-SP) e Reginaldo Lopes (PT-MG) acionaram o Tribunal de Contas da União (TCU) para pedir investigação sobre  as obras na mansão do ex-presidente da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães pagas pelo banco.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

A representação foi feita com base em uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo  que revelou que a Caixa desembolsou R$ 50 mil para bancar melhorias na residência alugada por Guimarães em Brasília, na beira do Lago Paranoá, na região mais valorizada da capital federal. Entre os serviços realizados está o de iluminação de um jardim que se estende até as margens do lago.

As intervenções foram feitas em julho de 2020 por quatro funcionários da EMIBM Engenharia, empresa que mantém contratos com o banco para realização de serviços de manutenção em seus prédios e agências.

A Caixa e o advogado de Pedro Guimarães dizem que a decisão de instalar postes de luz na mansão foi pensada pelo setor de segurança da instituição, em uma época em que o executivo e sua família estariam sofrendo ameaças nas redes sociais em relação ao pagamento do auxílio emergencial.

Na época, a Polícia Federal abriu inquérito para investigar um ataque hacker a Guimarães após o banco fortalecer as medidas de segurança para evitar golpes no pagamento do auxílio emergencial. Uma pessoa chegou a ser presa durante o processo.

Para os deputados petistas, no entanto, "é necessário que a questão seja mais aprofundada e melhor esclarecida". "Trata-se de conduta reprovável, que pode ter causado prejuízo ao erário, de modo que deve ser analisada com profundidade por esse Tribunal de Contas da União e pelo Ministério Público Federal".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários