Banco Central deve elevar Selic a 13,25% ao ano, aponta ANEFAC
Redação 1Bilhão
Banco Central deve elevar Selic a 13,25% ao ano, aponta ANEFAC

Nos dias 14 e 15 junho, a diretoria do Banco Central estará reunida para definir a nova taxa de juros básica (SELIC). Na avaliação de Miguel José Ribeiro de Oliveira, diretor-executivo de Estudos e Pesquisas Econômicas da ANEFAC, o BC vai elevar a SELIC em 50 pontos percentuais para 13,25% ao ano.

Com a Taxa Básica de Juros (SELIC) em 13,25% ao ano as aplicações em Renda Fixa, como os Fundos de Investimento, ganham mais atratividade e ganham da Poupança na maioria das situações.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Entretanto mesmo com esta elevação da taxa básica de juros (SELIC) as Cadernetas de Poupança vão continuar interessantes frente aos fundos de renda fixa, principalmente sobre os fundos cujas taxas de administração sejam superiores a 2,50% ao ano.

Tal fato ocorre uma vez que a caderneta de poupança tem seu ganho garantido por lei (TR + 6,17% ao ano) e não sofre qualquer tributação diferentemente dos fundos de renda fixa que possuem tributação do imposto de renda sobre seus rendimentos, sendo maior esta tributação quanto menor for o prazo de seu resgate além de ter a cobrança da taxa de administração cobrada pelos bancos.

Tendo em vista a Taxa Básica de Juros (SELIC) ter ultrapassado o percentual de 8,50% ao ano o rendimento da poupança antiga e da poupança nova passaram a ter a partir de agosto/2014 o mesmo rendimento de TR + 6,17% ao ano. Assim sendo a nova regra da poupança de ter um rendimento de 70% da Taxa Básica de Juros (SELIC) mais a variação da TR não mais se aplica.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários