Elon Musk vai financiar fatia que viria de empréstimos de ações da Tesla
Reprodução/Instagram - 26.04.2022
Elon Musk vai financiar fatia que viria de empréstimos de ações da Tesla

Elon Musk não vai mais financiar sua  compra do Twitter pegando ações da Tesla como empréstimo. A informação foi confirmada pelo próprio bilionário em um documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos.

Nele, Musk anuncia o vencimento de vários empréstimos de margem contra ações da Tesla. Agora, ele se compromete a fornecer US$ 6,25 bilhões adicionais em financiamento de capital, elevando o total para US$ 33,5 bilhões.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Quando a compra do Twitter foi anunciada, o acordo envolvia US$ 21 bilhões em patrimônio pessoal de Musk e US$ 25,5 bilhões em empréstimos. Da fatia de empréstimos, US$ 12,5 bilhões eram de ações da Tesla em posse do empresário. Anteriormente, Musk havia reduzido o valor pela metade e, agora, zerou completamente o envolvimento da Tesla no negócio.

O anúncio acontece em meio à pressão sobre as ações da montadora,  cujo preço despencou desde que a compra do Twitter foi anunciada. Em um mês, os papéis perderam mais de 30% de seu valor.

Musk ainda não revelou de onde virão os US$ 6,25 bilhões adicionais. Recentemente, ele anunciou que o acordo de compra do Twitter estava temporariamente suspenso , esperando uma investigação sobre o número de bots na rede social.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários