Ex-presidente elogia Silva e Luna
Reprodução
Ex-presidente elogia Silva e Luna

O ex-presidente da República Michel Temer (MDB) elogiou o trabalho do general Joaquim Silva e Luna na Petrobras nesta quarta-feira (6). O comentário de Temer acontece em meio à indefinição do nome que ocupará a presidência da estatal.

Durante o governo de Temer, Silva e Luna foi ministro da Defesa. "Sabe que o Luna trabalhou comigo no Ministério da Defesa, depois fez um belíssimo trabalho em Itaipu. Acho que ele vinha se desempenhando adequadamente na Petrobras", disse Temer em palestra realizada em evento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília.

Temer ainda disse que é "preciso preservar" a Petrobras, e que acredita que o governo do presidente Jair Bolsonaro fará isso. "A maioria dos acionistas da empresa são privados, mais de 60%, eu acho. Então, é preciso compor esses interesses privados com interesses públicos. A Petrobras é uma empresa extremamente rentável que colabora com o orçamento da União e com o orçamento privado. É preciso preservá-la e acho que o governo vai fazer isso", afirmou.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

"Empregador não é pecador"

No mesmo evento, o ex-presidente ainda defendeu a iniciativa privada e disse que os empregadores são "tidos como pecadores". "No Brasil, prega-se o combate ao desemprego. Para combater o desemprego, tem que ter emprego. Para ter emprego, tem que ter o empregador. O empregador, muitas e muitas vezes, é tido como pecador. Esta litigiosidade é que é preciso eliminar", afirmou Temer.

Leia Também

"O poder público investe nas novas infraestruturas e cria emprego. Mas o nosso Poder Público não tem tanto dinheiro assim para investir. A iniciativa privada brasileira, não importam as razões, caiu enormemente ao longo dos últimos tempos. Então, precisamos de investimentos externos", completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários