De acordo com a CNC, é a maior proporção de endividados registrada em 12 anos
Fernanda Capelli
De acordo com a CNC, é a maior proporção de endividados registrada em 12 anos

O percentual de famílias brasileiras com dívidas, em atraso ou não, chegou a 77,5% neste mês de março, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). De acordo com a entidade, é a maior proporção de endividados registrada em 12 anos, ou seja, desde o início da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada desde 2010.

Em fevereiro deste ano, esse índice foi de 76,6%. Em março de 2021, a taxa era de 67,3%. Isso significa que houve um crescimento de 10,3 pontos percentuais de um ano para o outro.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

De acordo com a CNC, o cartão de crédito responde por 87% das razões de endividamento no país, seguido por carnês (18,7%), financiamento de carro (11,2%), crédito pessoal (9,4%) e financiamento de casa (8,6%).

Inadimplência recorde

Considerando apenas o percentual de inadimplentes, ou seja, aqueles com contas ou dívidas já em atraso, o percentual em março chegou a 27,8%, o segundo maior em 12 anos, abaixo apenas do índice registrado no primeiro mês da Peic, em janeiro de 2010 (29,1%).

Em fevereiro deste ano, a taxa ficou em 27%. Em março do ano passado, foi de 24,4%.

Sem condições de pagamento

Ao se levar em conta somente as famílias que disseram não ter condição de pagar débitos atrasados, o percentual em março chegou a 10,8%, acima do índice registrado em fevereiro deste ano e de março do ano passado (10,5%, nos casos).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários