Prévia do PIB indica queda de 0,99% na atividade econômica em janeiro
Redação 1Bilhão
Prévia do PIB indica queda de 0,99% na atividade econômica em janeiro

No primeiro mês de 2022, o Banco Central (BC) registrou queda de 0,99% na atividade econômica em comparação com o mês anterior. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) é uma espécie de prévia do PIB divulgada mensalmente pela autoridade monetária.

A expectativa já era de um número negativo para o mês, dado que o último trimestre de 2021 estava com a atividade econômica um pouco mais forte, mas o número veio ainda pior. O resultado é o pior para um mês desde março de 2021.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

A economista da GAP Asset, Luana Miranda, ressaltou que o BC revisou os registros do ano passado para cima depois que o IBGE divulgou o número oficial do PIB, o que contribuiu para a queda de 0,99%. Além do efeito estatístico, a própria atividade do mês sofreu com queda nos serviços e indústria.

"A gente esperava que fosse um mês ruim para atividade, indústria, serviços e varejo ampliado também, só veio talvez um pouco mais intensa por esses fatores e talvez essa quebra de safra do sul tenha influenciado parte agro do IBC em janeiro", apontou.

Leia Também

De acordo com as pesquisas mensais do IBGE, o setor de serviços recuou em janeiro após dois meses de alta, com inflação e desemprego elevados como desafios. A indústria também caiu no primeiro mês do ano e permaneceu abaixo do nível pré-pandemia.

Já o varejo voltou a se recuperar do mês, mas não recuperou o patamar de antes da pandemia.

Apesar do número pior do que o esperado, Miranda entende que não indica uma trajetória para o restante do trimestre e do ano. Segundo a economista, alguns indicadores antecedentes de atividade de fevereiro e março "estão vindo fortes" e podem compensar o número ruim de janeiro. Em complemento, ela ressalta a expectativa por um pacote de estímulos do governo.

"O governo vai anunciar em breve um pacote de estímulo com crédito mais barato para empresas, crédito consignado também, o saque de FGTS. Tudo isso pode ajudar a turbinar o PIB deste ano, sem contar que estados e municípios estão com caixa bastante cheio, podem estimular alguns investimentos públicos", pontuou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários