Petrobras se defende após Bolsonaro falar em
Felipe Moreno
Petrobras se defende após Bolsonaro falar em "lucro absurdo"

Após duras críticas do presidente Jair Bolsonaro (PL) de que teria registrado um 'lucro absurdo' em um 'momento atípico no mundo ', a Petrobras divulgou um vídeo pelas redes sociais para se defender. Na campanha, afirma que seu lucro, embora bilionário, 'não é tão alto' e é 'proporcional ao seu investimento no país'.

Os ganhos recordes da Petrobras no ano passado, de quase R$ 107 bilhões,  estão sendo o principal alvo de críticas contra a estatal diante da alta dos combustíveis. No último dia 11,  a gasolina e o diesel passaram por reajustes nas refinarias, subindo 18,8% e 24,9%, respectivamente.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

No sábado, Bolsonaro acusou a empresa de não ter "sensibilidade social". "A Petrobras demonstra que não tem qualquer sensibilidade com a população. É Petrobras Futebol Clube, o resto que se exploda", declarou à imprensa, durante passeio em Luziânia (GO).

Leia Também

No vídeo, a Petrobras rebate às declarações, dizendo que é "uma das empresas que mais investem no Brasil" e que "para entender o lucro, precisamos olhar para o percentual".

O locutor afirma que a taxa de retorno da empresa é de apenas 2% acima do custo da dívida, que a Petrobras pagou por hora R$ 23 milhões em impostos em 2021 e que gerou 10 mil empregos para cada bilhão investido em exploração e produção.

A peça também ressalta que a estatal beneficia mais de 4 milhões de famílias vulneráveis com um programa de doação de gás de cozinha e que fez contribuições para as vítimas das chuvas em janeiro e fevereiro. "O que importa para o Brasil importa para a Petrobras".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários