Voos foram cancelados ou ficaram mais longos
Rovena Rosa/Agência Brasil
Voos foram cancelados ou ficaram mais longos

Companhias aéreas de todo o mundo estão desviando rotas para evitar o espaço aéreo russo. A transportadora finlandesa Finnair Oyj chegou a refazer rotas abandonadas após a Guerra Fria, voando milhares de quilômetros a mais para desviar da Rússia. As informações são da Bloomberg.

Esses desvios faz com que as empresas gastem mais, e não apenas por contra da queima adicional de combustível de aviação. Em voos mais longos, são necessárias equipes maiores de tripulação, além dos gastos aumentarem também na manutenção por conta do maior uso das aeronaves.

Quer ficar bem informado sobre tudo que acontece na economia do Brasil e do Mundo? Acompanhe o  canal do Brasil Econômico no Telegram

"O impacto disso é tão grande que, neste estágio, infelizmente não podemos oferecer conexões de passageiros para todos os nossos destinos asiáticos”, afirmou o vice-presidente da equipe de planejamento de tráfego da Finnair, Perttu Jolma, em uma publicação da empresa.

Leia Também

Com os desvios, alguns voos ficaram até três horas mais longos em rotas entre Europa e Ásia. A companhia United Airlines Holdings cancelou dois de seus quatro voos para a Índia no início do mês, quando decidiu não sobrevoar a Rússia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários