Bolsas europeias operam em queda com ataque à usina nuclear na Ucrânia
FreePik
Bolsas europeias operam em queda com ataque à usina nuclear na Ucrânia

As Bolsas de Valores da Europa e dos Estados Unidos operam em queda nesta sexta-feira (4), após o bombardeio russo à usina nuclear de Zaporizhzhia, na Ucrânia. Na Ásia, os mercados também recuaram. O petróleo, por sua vez, continua sendo cotado acima do US$ 110.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Por volta de 13h30, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres caía 3,05% e a de Frankfurt, 4,30%. Em Paris, a queda era de 4,70%.

As Bolsas dos EUA também recuavam. O índice Dow Jones cedia 1,31% e o S&P, 1,78%. A Bolsa Nasdaq caía 2,01%.

Nesta sexta, o Departamento do Trabalho americano anunciou que o país criou 678 mil empregos em fevereiro. A taxa de desemprego caiu para 3,8% naquele mês.

Também por volta das 13h30, o dólar tinha alta de 1,11%, negociado a R$ 5,0820. No mesmo horário, o Ibovespa cedia 1,35%, aos 113.612 pontos.

Os preços das commodities agrícolas também sobem com força e já começam a afetar o Brasil. A cotação do trigo no atacado, em dólar,  atingiu o maior patamar desde 2014.

Já na Ásia, as Bolsas fecharam o dia em queda: Tóquio recuou 2,23% e Hong Kong, 2,5%. Na China, o mercado caiu 0,96%.

Leia Também

Petróleo continua em disparada

Os preços do petróleo voltaram a subir, com os temores de desabastecimento e as sanções ocidentais à Rússia. Empresas e refinarias têm evitado o óleo russo, diante da possibilidade de punições futuras.

Os contratos para maio do petróleo tipo Brent subiam 3,25%, negociados a US$ 114,05, o barril. Já os contratos para abril do WTI avançavam 4,06%, cotados a US$ 112,04.

Nesta semana, ambos atingiram seus níveis mais altos em mais de uma década, com o Brent cotado em US$ 119, e o WTI, em US$ 116,57.

Rublo tem nova queda

A Bolsa de Moscou permanece fechada. E o rublo continua negociado perto de mínimas recordes em relação ao dólar e ao euro nas negociações desta sexta.

A moeda americana se valorizava 7% ante a russa. Cada dólar comprava 114 rublos, patamar próximo do recorde de baixa de 118,35 atingido na quinta-feira (3). 

Em relação ao euro, a moeda russa estabeleceu um novo mínimo histórico, acima de 125,9, antes de ser negociada em 124,2.

Rússia x Ucrânia: rublo atinge menor valor desde 2015; vale comprar?

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários