Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia
Reprodução/ Twitter @vonderleyen
Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia

 A União Europeia deve instruir a rede financeira Swift a retirar de sua lista mais sete bancos russos, incluindo o VTB Bank, na mais recente ação do bloco para pressionar economicamente o governo de Vladimir Putin, disseram dois diplomatas envolvidos nas discussões ao The Wall Street Journal.

Bancos russos vêm sofrendo sanções dos países ocidentais após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

No entanto, a UE não incluiu nesse pedido o banco russo Sberbank. O Banco Central Europeu (BCE) alertou que as filiais europeias do Sberbank, o maior banco da Rússia, estão em estado de "falência ou provável falência" diante da "deterioração da liquidez".

Alguns países, principalmente os bálticos, estão pressionando para que a UE vote nos próximos dias e retire mais instituições, disseram os diplomatas. Mas ainda não há acordo sobre isso.

 Entre outros bancos que a UE instruirá o Swift a retirar de sua lista estão as instituições russas recentemente sancionados VEB RF, Bank Rossiya e Bank Otkritie.

Vários países, incluindo a Alemanha, argumentaram que é importante garantir que alguns bancos permaneçam no Swift para ajudar a Europa a pagar as importações de energia da Rússia e permitir outras transferências importantes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários