Rublo
Reprodução
Rublo

O Banco Central russo já sente a mudança na economia imposta pelas sanções do Ocidente em resposta à invasão russa. Um dia depois do Departamento de Tesouro americano proibir transações envolvendo instituições russas, a líder do BC Elvira Nabiullina, disse à jornalistas que a economia já "alterou drasticamente". 

Além de aumentar a taxa de juros de 9,5% para 20% , o BC prometeu “usar as ferramentas necessárias com muita flexibilidade” para lidar com “a situação totalmente anormal”.

O BC russo também liberou US$ 7 bilhões em reservas, que seriam utilizadas como garantia para empréstimos, informa o site Poder360.

De acordo com Nabiullina, o Banco Central da Rússia vendeu US$ 1 bilhão em mercados de câmbio na quinta-feira (24), primeiro dia de ataques. 

A sanção desta segunda  "imobiliza" todos os ativos que o BC russo possua nos Estados Unidos, o que deve dificultar a capacidade da Rússia de acessar centenas de bilhões de dólares em reservas.

Leia Também

Alternativa ao Swift

Na noite deste sábado (26), após dias de negociações, os países-membros da União Europeia, os Estados Unidos e o Reino Unido anunciaram que chegaram a um acordo para  excluir "alguns bancos russos" do sistema financeiro Swift e para congelar ativos e bens do Banco Central da Rússia.

Nabiullina afirmou que o setor bancário enfrenta “um deficit estrutural de liquidez” por causa da alta demanda por dinheiro e prometeu apoio do BC. “O Banco Central será flexível para usar quaisquer ferramentas necessárias. Os bancos têm cobertura suficiente para captar recursos do Banco Central.”

Cidadãos russos voltaram a fazer filas para sacar dinheiro nesta segunda-feira (28), em meio à uma desvalorização recorde do rublo, a moeda nacional. Além fazerem resgates em caixas eletrônicos, como fizeram no domingo, eles correram às agências bancárias.

 Para tranquilizar a população, Nabiullina falou que “todos os bancos cumprirão suas obrigações e os fundos em suas contas estão seguros”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários