Ataque russo à Ucrânia faz bolsa brasileira cair e dólar disparar
Reprodução / Redes Sociais
Ataque russo à Ucrânia faz bolsa brasileira cair e dólar disparar

A Bolsa brasileira tem forte queda enquanto o dólar dispara, em linha com as baixas nos mercados acionários globais. O sentimento de aversão ao risco prevalece entre os investidores após o presidente da Rússia, Vladimir Putin,  lançar um ataque à Ucrânia.

Por volta de 10h15, o Ibovespa cedia 2,11% aos 109.645 pontos. No mesmo horário, a moeda americana subia 1,65%, negociada a R$ 5,0865.

As tensões geopolíticas impedem a continuidade do bom desempenho dos ativos locais. Na véspera,  o dólar chegou a furar o patamar de R$ 5 pela primeira vez desde julho.

Juros futuros sobem

As taxas de juros futuros também sobem em linha com a apreensão dos mercados. Por volta de 09h45, a taxa do contrato futuro de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2023 subia de 12,37% no ajuste anterior para 12,455%, e a taxa do DI janeiro de 2024 passava de 11,84% para 11,95%.

Já a taxa a do DI janeiro de 2025 subia de 11,27% para 11,41% e a do DI janeiro de 2027 avançava para 11,32% ante os 11,17% da leitura anterior.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Leia Também

Diante do conflito entre os países, os investidores buscam se proteger em ativos considerados mais seguros. O dólar se fortalece globalmente e aumenta a procura pelos títulos do Tesouro americano, os chamados Treasuries.

Já há imagens de explosões e movimentações de forças militares em diversas cidades ucranianas. Pelo lado russo, Putin afirmou que quem tentar interferir no conflito deve saber que a resposta da Rússia "será imediata".

"Os rendimentos do Tesouro dos EUA estão caindo à medida que os investidores buscam abrigo e é difícil ver qualquer razão para que as ações revertam as perdas hoje. O efeito sobre os mercados europeus é óbvio, e eles devem se sair pior dessa situação. Sanções mais fortes estão por vir sobre a Rússia e os preços da energia inevitavelmente subirão no curto prazo", destacaram analistas da Oanda, em relatório.

O mercado, agora, monitora o anúncio de novas sanções por parte dos países ocidentais e seus impactos para a economia mundial.

A Rússia é um grande produtor de petróleo e gás natural, enquanto a Ucrânia tem forte presença no comércio mundial de grãos. A possibilidade de interrupções no fornecimento das commodities fez com que o preço do Brent ultrapassasse a marca dos US$ 100 pela primeira vez desde 2014.

Na cena interna, os agentes de mercado repercutem  o forte balanço da Petrobras. A empresa reportou no ano passado um lucro líquido de R$ 106,668 bilhões (ou US$ 19,875 bilhões). É o maior de sua história e superior ao ganho de R$ 7,10 bilhões (US$ 1,141 bilhão) obtido em 2020.

A Petrobras também elevou os  dividendos relativos ao exercício de 2021. Agora, vai distribuir R$ 101,4 bilhões, dos quais 28,67% vão para União.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários