ITA vai reacomodar passageiros que estão fora de seus domicílios
Divulgação/Itapemirim
ITA vai reacomodar passageiros que estão fora de seus domicílios

A poucos dias do Natal e do Ano Novo, com voos domésticos lotados no país, a ITA informou que a partir desta terça-feira (21) apenas passageiros que já voaram com a empresa e estão fora de seus domicílios serão reacomodados para voltarem a seus destinos de origem. Os demais devem entrar solicitar o reembolso de seus bilhetes à companhia.

Em nota divulgada em sua página na internet, a companhia afirma que a  suspensão de suas operações, no último dia 17 de dezembro, vai impactar 45.887 passageiros até o fim deste mês. De lá para cá, a empresa diz ter atendido 24.995 viajantes, o equivalente a pouco mais da metade do total.

A ITA frisa estar “trabalhado arduamente para promover a reacomodação ou o reembolso dos valores pagos” a seus passageiros.

A empresa criou uma área em seu site para pedidos de reembolso pelos passageiros afetados pela suspensão das operações. A funcionalidade está em destaque na parte superior, no menu. Clicando ali, o viajante pode preencher o formulário disponível e enviar diretamente à companhia.

Leia Também

Opção de viajar em ônibus da Itapemirim

"Todos os pedidos serão tratados individualmente com prazo de pagamento em até 30 dias", diz a nota.

Como os voos das demais empresas aéreas estão cheios e há dificuldade de reacomodação de passageiros que ficaram no chão, o Grupo Itapemirim está oferecendo assentos em linhas rodoviárias da Viação Itapemirim para transportar passageiros por via terrestre.

A reacomodação em outros voos ou trecho rodoviário fica restrita a passageiros que estejam fora de seu domicílio e que também já tenham viajado antes com a ITA. Esses viajantes devem contatar a empresa para serem reacomodados e voltarem a seus destinos de origem.

Os demais passageiros com voos previstos a partir desta terça-feira (21) não terão reacomodação, "serão atendidos exclusivamente com o reembolso integral dos valores pagos".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários