Touro sendo removido
Reprodução/redes sociais
Touro sendo removido

O Touro de Ouro da Bolsa de Valores brasileira, a B3, que foi removido da região central da cidade de São Paulo no dia 23 de novembro, já recebeu mais de 20 ofertas de compra, além de dez pedidos de prefeituras que querem exibir a estátua, informou um dos envolvidos no projeto à revista Veja. 

A Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (CPPU) determinou a retirada do Touro por entender que  a obra tinha cunho publicitário e ultrapassa os limites da Lei Cidade Limpa.

Por cinco votos a quatro, os julgadores entenderam que a leitura de QR Code direcionando para redes sociais da B3 e do artista plástico Rafael Brancatelli mostra o intuito de divulgação de marcas. Os membros ainda lembraram que o sócio da XP Investimentos, Pablo Spyer, foi um dos investidores da obra, que pode estar associada a divulgação de sua escola para educação financeira, Touro Inc.

A estátua  foi enviada para um depósito onde a B3 mantém seu acervo e própria Bolsa afirmou que não tem planos imediatos de uma nova exposição. Uma opção estudada é que a peça vá para um museu da capital paulista.

Símbolo e polêmicas

A imagem lembra a famosa estátua do touro de Wall Street - esta um pouco maior, de 3,5 toneladas, cenário para selfies de turistas do mundo inteiro que visitam Nova York.

Mas como o touro se tornou um símbolo da Bolsa de Valores e do capitalismo? É comum os analistas financeiros falarem em “ bull market ” - numa tradução livre, “mercado de touro”. Quem aplica em ações já viu a expressão em relatórios ou recomendações de investimentos.

Leia Também

O termo foi apropriado pelo mercado financeiro numa referência ao estilo de ataque do touro. O animal ataca para cima, jogando as vítimas para o alto, num movimento similar a um gráfico de ações em alta.

Na outra ponta, está o “bear market”, ou “mercado de urso”. E ocorre quando as ações estão em queda. O urso ataca suas presas para baixo, sufocando-as com as patas. Bullish e bearish market são assim, respectivamente, mercados em momento de otimismo ou pessimismo.

O momento de crise econômica fez com que a estátua de ouro causasse indignação. Além de ser chamada de "cafona" e "brega" nas redes sociais, internautas criticaram o momento inoportuno para se investir numa estátua dessa natureza. 

Em dois dias após a inauguração, a estátua foi alvo de três protestos, o primeiro  contra a fome , o segundo pedindo para  taxar os ricos e até um churrasco para moradores de rua  na frente da B3 foi realizado. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários