Touro de Ouro da B3 amanheceu pixado na última semana
Reprodução Twitter
Touro de Ouro da B3 amanheceu pixado na última semana

A Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (CPPU) determinou a retirada do Touro de Ouro,  inaugurado na última semana em frente a sede da B3, em São Paulo (SP). Segundo a comissão da prefeitura, a obra tem cunho publicitário e ultrapassa os limites da Lei Cidade Limpa.

Por cinco votos a quatro, os julgadores entenderam que a leitura de QR Code direcionando para redes sociais da B3 e do artista plástico Rafael Brancatelli mostra o intuito de divulgação de marcas. Os membros ainda lembraram que o sócio da XP Investimentos, Pablo Spyer, foi um dos investidores da obra, que pode estar associada a divulgação de sua escola para educação financeira, Touro Inc.

O CPPU ainda pediu para a subprefeitura aplicasse uma multa aos responsáveis. O valor ainda não foi informado pelas autoridades.

Inspirada pelo Touro de Wall Street, em Nova York, a B3 inaugurou no último dia 16 de novembro o seu próprio Touro de Ouro no centro histórico de São Paulo. A escultura ficará em frente ao prédio da instituição, na rua XV de Novembro.

Leia Também

"Um presente da B3, a bolsa do Brasil, de Pablo Spyer, e do artista plástico Rafael Brancatelli, para a cidade de São Paulo e o mercado financeiro brasileiro", disse a empresa.

Em Wall Street, a estátua de touro mais famosa do mundo, o Charging Bull, foi criada pelo artista italiano Arturo Di Modica, após uma quebra do mercado de ações de 1987. O monumento de cobre, então, foi inaugurado dois anos depois.

Além de estar presente nos Estados Unidos e, agora, no Brasil, a estátua de touro também pode ser encontrada em frente à Bolsa de Valores de Frankfurt, na Alemanha. Ela foi inaugurada em 1985, como parte da celebração dos 400 anos da Bolsa alemã.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários