Maioria das reclamações são motivadas por atraso ou não entrega de produtos
Reprodução: ACidade ON
Maioria das reclamações são motivadas por atraso ou não entrega de produtos

O Procon-SP informou nesta sexta-feira (26) que recebeu 261 reclamações de consumidores que tiveram problemas nas compras na Black Friday entre quinta-feira e a manhã desta sexta. Segundo o órgão, 26% das queixas  são referentes ao atraso ou não entrega de produtos.

A entidade ressaltou que os dados levam em consideração o período promocional e não apenas o dia oficial da Black Friday. 

"Como muitas empresas acabam ampliando a Black Friday para promoções na semana do evento ou até no mês, o consumidor que se antecipou nas compras já enfrenta problemas com a entrega do produto. Se esse é o seu caso, não perca tempo tentando contatar a empresa, faça logo uma reclamação no site do Procon-SP", alerta Fernando Capez, diretor-executivo do Procon-SP.

O Procon ainda elencou os pedidos cancelados após finalização da compra (17%) e mudança de preço após o fechamento do acordo (13%) como principais queixas dos clientes. Maquiagem em descontos e produto indisponível também são alvos de reclamações dos consumidores.

Leia Também

"Os fornecedores vão ter que cumprir o que prometeram ao consumidor, caso contrário o Procon-SP irá multar", conclui Capez.

O Procon-SP orienta os clientes a pesquisarem os preços antes de realizar uma compra. Um comparativo com os preços praticados antigamente e nesta semana foi publicado pela entidade na última quinta-feira (26). 

A entidade ainda preparou uma cartilha com informações sobre o direito do consumidor na Black Friday. O documento está disponível no site do órgão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários