iFood abre vagas para pessoas negras
Divulgação/iFood
iFood abre vagas para pessoas negras

O iFood abriu um programa com 300 vagas de trabalho exclusivas para pessoas negras: as oportunidades são para diversas áreas de atuação dentro da plataforma de delivery, mas possuem foco em tecnologia. O programa de diversidade "iFood inclui pessoas negras" tem duração de quatro meses.

Programa do iFood vai até março de 2022

As vagas abertas pelo iFood a pessoas negras valem para todas as regiões do Brasil, segundo um comunicado da empresa. Após as inscrições, as primeiras chamadas para contratação de candidatos serão entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022. Quem não for aprovado no processo terá o currículo guardado no banco de talentos do aplicativo, e pode ser chamado em futuras oportunidades.

O programa foi elaborado por times de diversidade da empresa junto à consultoria Cia de Talentos e ao núcleo de pessoas negras do próprio iFood, o Polén Orgulho Negro.

Leia Também

"É uma ação no sentido de reparar um cenário histórico em que as pessoas negras foram privadas dessas oportunidades", diz Viviane Santos, líder do Polén Orgulho Negro, em nota. "Como parte de um ecossistema social, as empresas têm a responsabilidade de fomentar essa discussão".

iFood quer 40% de pessoas negras entre funcionários

Segundo Viviane, o programa de vagas exclusivas está de acordo com uma meta estabelecida pela empresa em maio deste ano: ter pelo menos 40% de negros entre seu quadro de funcionários, e 30% em cargos de liderança. A plataforma espera cumprir esse objetivo em pelo menos dois anos. O programa é uma forma de a companhia acelerar esse processo.

O iFood também criou um índice chamado ISP (Índice de Segurança Psicológica), calculado para medir se a empresa é um ambiente de "segurança psicológica de todos e todas Foodlovers" e sem disparidades de gênero, cor e etnia. Da última vez em que foi medido, em maio de 2021, o aplicativo pontuou 8,5 de 10.

A partir do último resultado, o iFood estabeleceu a meta para reduzir em até 50% as diferenças entre grupos minoritários diante do resto do quadro de funcionários. Novamente, a plataforma espera alcançar esse objetivo até 2023.

Gustavo Vitti, vice-presidente de Pessoas e Sustentabilidade do iFood, destacou que o programa para contratação exclusiva de pessoas negras visa combater a sociedade desigual e favorecer a inclusão e a diversidade.

"Abraçar 300 brasileiros negros e negras que estão no mercado sonhando com a oportunidade de alimentar o futuro do mundo representa muito para nós e faz parte desse movimento de inclusão que queremos promover cada vez mais", disse. Para se inscrever no programa "iFood inclui pessoas negras", visite  este link.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários