Petrobras disse que Ministério da Economia negou estudos para privatização
Fernando Frazão/Agência Brasil
Petrobras disse que Ministério da Economia negou estudos para privatização

A Petrobras informou nesta sexta-feira (5) que o Ministério da Economia encaminhou comunicado à empresa negando que haja estudos para a privatização da estatal, contradizendo declarações recentes do presidente Jair Bolsonaro , que chegou a apresentar a empresa internacionalmente como "problema" .

Segundo a Economia, pasta chefiada pelo ministro Paulo Guedes, não há neste momento nenhum fato relevante a ser informado pela União ao mercado sobre uma eventual inclusão da empresa petroleira no Programa de Parcerias de Investimentos, que lista as empresas a serem vendidas, seguindo um rito de estudos para decidir qual forma de venda poderia ser adotada.

Não há avaliações em curso que tratem da desestatização da Petrobras no âmbito da Secretária Especial do Programa de Parcerias de Investimentos da pasta, garantiu o ministério de Guedes nesta quinta-feira.

Após as declarações recentes de Bolsonaro a respeito da vontade de vender a estatal, a petroleira questionou o acionista controlador sobre o tema, e então o Ministério da Economia se pronunciou. Outra pasta, de Minas e Energia, também foi questionada, e disse não ter conhecimento da existência de qualquer decisão ou estudo envolvendo a privatização da Petrobras.

Por enquanto, portanto, a venda da empresa é apenas uma vontade de alguns, incluindo Bolsonaro, que antes se posicionava contra a privatização. O processo de venda é longo e, no caso da Petrobras, enfrenta forte resistência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários