Líderes dos caminhoneiros tentam derrubar liminares do governo contra bloqueios
Reprodução/CNN
Líderes dos caminhoneiros tentam derrubar liminares do governo contra bloqueios

Marcada para esta segunda-feira (1º), a greve dos caminhoneiros começou sem grandes alardes . O governo federal conseguiu liminares na Justiça para impedir bloqueios nas estradas e rodovias federais. A medida também vale para portos e refinarias. Mas, segundo, o presidente da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim, conhecido como Chorão, líderes da categoria trabalham para reverter a ação.

“Estamos trabalhando para derrubar as liminares no STF”, disse ele ao site 6 Minutos .

Ao todo, foram 29 liminares contra bloqueios em 20 estados brasileiros . Em uma delas, concedida em São Paulo, o juiz Paulo Alberto Sarno, determinou uma multa diária de R$ 10 mil para pessoa física e R$ 100 mil para pessoa jurídica que desrespeitar a decisão. Mesmo assim, até este domingo (31), o chamado para a greve continuava.

Líderes dos caminhoneiros afirmam que a categoria está de greve, mesmo sem bloqueios. Eles protestam principalmente contra a Política de Preços de Paridade de Importação da Petrobras e o aumento nos preços do diesel.

Ao UOL, o diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL), Carlos Alberto Litti Dahmer afirmou que não há bloqueios nas estradas justamente por causa dos valores das multas fixados pela Justiça com as liminares. "Ninguém é maluco de botar o pé na rodovia, bloquear e ser autuado com R$ 100 mil de multa", disse Dahmer. Ainda assim, ele acredita que há uma forte adesão de manifestantes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários