Manifestantes jogam pedras em veículos na rodovia de acesso ao Porto de Santos
Reprodução
Manifestantes jogam pedras em veículos na rodovia de acesso ao Porto de Santos

Durante a madrugada desta segunda-feira (1º), manifestantes jogaram pedras em veículos que passavam pela rodovia de acesso ao Porto de Santos, no litoral de São Paulo. Os protestos tiveram início após a Polícia Militar dispersar tentativas de bloqueios de caminhoneiros que aderiam à greve . Segundo um boletim do Ministério da Infraestrutura pelas redes sociais, um carro guincho da concessionária Ecovias foi danificado.

Ainda de acordo com a pasta, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) fez escolta de cerca de 25 caminhões durante à noite para tentar evitar qualquer retenção da via. O Ministério informou que desde o início da manhã, não há mais registros de vandalismo e que o trânsito já flui normalmente. O Porto de Santos também opera em condições normais.

Marcada para hoje, a greve dos caminhoneiros começou sem bloqueios nas estradas e com baixa adesão . A convocação para a paralisação tinha como principais pautas o fim da Política de Preços de Paridade de Importação da Petrobras e o aumento nos preços do diesel. O governo federal conseguiu liminares na Justiça contra os bloqueios. 

A Polícia Rodoviária informou que, por volta das 9 horas da manhã desta sexta, não havia registros de nenhuma tentativa de bloqueio parcial ou total em rodovias federais ou pontos logísticos estratégicos. Há apenas um protesto interditando a BR-10/PE, em Jaboatão nos Guararapes. Mas, segundo o Ministério da Infraestrutura, essa ocorrência não tem relação com a mobilização dos caminhoneiros. A PRF já estaria atuando para liberar a rodovia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários