Desde 2019, equipe econômica original de Guedes foi acabando aos poucos
Divulgação/Ministério da Economia
Desde 2019, equipe econômica original de Guedes foi acabando aos poucos

Após a debandada em que quatro secretários abandonaram o Ministério da Economia por discordarem com a política fiscal, o governo nomeou nesta sexta-feira os substitutos. As exonerações e nomeações foram publicadas na edição de hoje do DOU (Diário Oficial da União). 

Veja o que muda:

  • o secretário de Tesouro e Orçamento Bruno Funchal foi substituído por  Esteves Pedro Colnago Júnior;
  • o secretário do Tesouro Nacional Jeferson Bittencourt foi substituído por Paulo Fontoura Valle;
  • a secretária-especial adjunta de Tesouro e Orçamento Gildenora Dantas foi substituída por Júlio Alexandre Menezes da Silva;
  • o secretário-adjunto do Tesouro Nacional Rafael Araujo foi exonerado, mas seu substituto não foi nomeado.

Colnago, agora no Tesouro, foi ministro do Planejamento no governo Temer e era lotado na Assessoria Especial de Relações Institucionais no Ministério da Economia.

Valle era subsecretário de Previdência Complementar no Ministério do Trabalho e Previdência. Segundo o UOL, ele foi escolhido pelo novo secretário de Tesouro e Orçamento, Esteves Colnago.

Menezes da Silva foi secretário especial adjunto da Secretaria Especial de Assuntos Federativos da Secretaria de Governo da Presidência da República.

O time formado por Paulo Guedes para inciar o governo já  acumula ao menos doze baixas em cargos importantes.  Todos alegaram motivos pessoais para a demissão. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários