Contas de luz devem subir em até 16% nos estados de São Paulo e Goiás e no Distrito Federal
Fernanda Capelli
Contas de luz devem subir em até 16% nos estados de São Paulo e Goiás e no Distrito Federal

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou na última quinta-feira (21) um reajuste de até 16% nas contas de luz em São Paulo, Goiás e Distrito Federal. A decisão deve impactar cerca de 8 milhões de consumidores.

No caso de São Paulo, a mudança vale para as empresas EDP e CPFL Piratininga. Juntas, elas atendem quase 4 milhões de pessoas. O novo valor passa a vigorar a partir deste sábado, com um aumento de 16% nas tarifas para as residências e de 4% para indústrias de alta-tensão.

Em Goiás, a Enel Distribuição recebeu autorização para reajustar o valor das contas de luz em 16% para as residências e 14% para indústrias de alta tensão. O aumento já passa a valer a partir desta sexta-feira e deve atingir 3 milhões de consumidores de 237 municípios.

Já no Distrito Federal, o novo valor é válido para as tarifas da empresa Neoenergia. Nesse caso, as contas de luz devem subir em 11% para as residências e em 9% para as indústrias de alta tensão. Esse aumento começa a vigorar já nesta sexta-feira.

Segundo a Aneel, os reajustes se dão pelos custos adicionais das empresas causados pela escassez hídrica, inflação e variação do dólar. Eles seriam necessários para cobrir os investimentos das empresas e as despesas reconhecidas pela Aneel.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários