Governo federal avalia criar um auxílio emergencial transitório para pessoas que recebem o benefício, mas que não serão contempladas pelo novo Auxílio Brasil
Redação 1Bilhão Educação Financeira
Governo federal avalia criar um auxílio emergencial transitório para pessoas que recebem o benefício, mas que não serão contempladas pelo novo Auxílio Brasil

O governo federal está estudando criar um "auxílio emergencial" de transição para famílias que recebem o benefício social, mas que não serão contempladas pelo novo Auxílio Brasil, programa substituto do Bolsa Família. A informação é da CNN Brasil .

O levantamento feito pelo Palácio do Planalto aponta que, mesmo com a extensão do benefício, cerca de 20 milhões de famílias que recebem o auxílio emergencial ficarão de fora do novo programa social. Para evitar que isso aconteça, em meio à crise provocada pela pandemia de Covid-19, assessores do governo defendem a criação do auxílio transitório por meio da abertura de crédito extraordinário.

A ideia é que essas famílias recebam entre R$ 150 e R$ 250 nos meses de novembro e dezembro. Esses R$ 250 é justamente o valor pago na última parcela do auxílio emergencial.

Para viabilizar a criação do Auxílio Brasil em novembro, o governo federal espera aprovar até o fim deste mês a chamada Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos precatórios, para abrir espaço no Orçamento da União. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), marcou a votação em plenário para a próxima semana . Caso seja aprovada, a proposta deve ser votada pelo Senado em até duas semanas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários