Presidente Jair Bolsonaro
Reprodução/TV Brasil
Presidente Jair Bolsonaro

Em sua live de quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar da crise hídrica e pediu a colaboração das pessoas. Mas, além de solicitar que cada um apague uma luz para reduzir o risco de apagões e racionamento, o  presidente apelou para que as pessoas tomem banho frio e deixem de usar elevadores.

"Aqui (no Palácio da Alvorada) são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja aberto na minha frente, eu desço pela escada. Se puder fazer a mesma coisa no seu prédio... Ajude a gente. Quanto menos mexer no elevador, mais economia de energia nós temos", disse Bolsonaro durante a live.

Entretanto, a dica de energia e pedido de economia incomodou a um setor específico: as empresas de elevadores. Nesta sexta (24), a Associação Brasileira das Empresas de Elevadores (Abeel) publicou uma nota esclarecendo o presidente e o país que o elevador não é o vilão da conta de luz.

Segundo a entidade, os novos elevadores são muito eficientes. O maior problema, de acordo com a associação, são os elevadores velhos, gastadores. "Os vilões no consumo de energia são os elevadores antigos, que consomem 40% a mais do que os mais novos ou que já foram modernizados", afirma a entidade.

E eles só não são trocados pela crise econômica, que de acordo com especialistas, é agravada com os problemas políticos do governo. "As sucessivas crises econômicas fazem com que os condomínios adiem as modernizações necessárias para economizar recursos e travam novos investimentos. O consumo médio de um elevador corresponde de 6% a 7% do custo da manutenção total de um condomínio. Além disso, algumas medidas simples podem gerar menor consumo nos elevadores. Por exemplo, é o caso da substituição de algumas peças", afirma a nota da entidade.

"A modernização de elevadores pode reduzir drasticamente o consumo dos elevadores no prédio. Essa economia se torna essencial nesse momento de crise energética enfrentada pelo país e de aumento de custos e de inflação para as famílias", afirma Marcelo Braga, presidente da Abeel, lembrando que um elevador modernizado economiza mais de 20% na conta de energia do condomínio.

Criada em 2019, a Abeel conta com mais de 130 associados e, além de empresas de elevadores, tem entre seus membros outro segmento que, a princípio parece concorrente: o de escadas rolantes. Neste caso, a entidade afirma que a modernização também pode gerar ganhos energéticos e econômicos.

"A Abeel estuda a criação de uma campanha de incentivo à modernização dos elevadores e escadas rolantes em todo o país para ampliar a segurança dos usuários, o conforto e, especialmente, evitar aumento de custos de energia em crises como a atual", afirma a nota.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários