Governo já empenhou mais de R$ 40 bilhões
Reprodução: iG Minas Gerais
Governo já empenhou mais de R$ 40 bilhões

Os pagaementos da quinta e sexta parcelas do auxílio emergencial fez o governo federal ultrapassar a verba de R$ 40 bilhões, prevista para 2021. O valor também ultrapassa o total de investimento previsto para o Bolsa Família em 2021.

Apenas para as outras três parcelas adicionais do benefício - agosto, setembro e outubro - a União deve destinar R$ 20 bilhões. Só na quinta parcela do benefício, o governo empenhou R$ 5,4 bilhões para R$ 35 milhões de beneficiários.

Os gastos com auxílio neste ano também ultrapassaram os investimentos para o Bolsa Família, que tem R$ 35 bilhões do Orçamento deste ano. Devido aos gastos deste ano e na tentativa de aumentar a popularidade, o governo federal deverá criar um novo programa social e reajustar em até 50% as atuais parcelas do Bolsa Família. No entanto, a proposta esbarra no Orçamento de 2022. 

A proposta ainda será discutida pelo Congresso Nacional, Palácio do Planalto e STF, pois as dívidas com precatórios inviabilizam o reajuste do programa. Entretanto, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apresentou uma sugestão para criar um teto de precatórios, ou seja, limitar os gastos com despesas judiciais em 2022. 

Parcela liberada 

A Caixa Econômica Federal liberou nesta segunda-feira (13) o saque da quinta parcela do auxílio emergencial para trabalhadores informais nascidos em julho. Os valores variam de R$ 150 a R$ 375.

O dinheiro já foi pago em agosto, mas só estava disponível para compras, pagamentos e transferências, por meio de conta digital no aplicativo Caixa Tem. O pagamento do auxílio é feito de acordo com o mês de nascimento, no caso dos trabalhadores informais, e com o último dígito do NIS (Número de Inscrição Social), para quem é do Bolsa Família.

Segundo o governo, 45,6 milhões de pessoas estão recebendo o auxílio em 2021, cerca de 22,6 milhões a menos do que no auxílio emergencial de R$ 600, pago no ano passado (68,2 milhões de pessoas).

Confira as datas de saque

  • Nascidos em janeiro - 1º de setembro
  • Nascidos em fevereiro - 2 de setembro
  • Nascidos em março - 3 de setembro
  • Nascidos em abril - 6 de setembro
  • Nascidos em maio - 9 de setembro
  • Nascidos em junho - 10 de setembro
  • Nascidos em julho - 13 de setembro
  • Nascidos em agosto - 14 de setembro
  • Nascidos em setembro - 15 de setembro
  • Nascidos em outubro - 16 de setembro
  • Nascidos em novembro - 17 de setembro
  • Nascidos em dezembro - 20 de setembro

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários