Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a dizer que combustível e GLP estão baratos 'na origem'
Divulgação/Palácio do Planalto/Alan Santos/PR
Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a dizer que combustível e GLP estão baratos 'na origem'

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reafirmou, nesta quinta-feira (19), que a gasolina e o botijão de gás estão baratos na origem e culpou governadores pelo alto preço praticado pelas revendedoras. Segundo Bolsonaro, o valor o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviço (ICMS), cobrado pelos estados, prejudica o consumidor.

Em conversa com apoiadores no Palácio do Alvorada, o presidente ressaltou que zerou impostos federais do gás de cozinha e diesel, mas a redução não é vista pelos consumidores. 

"O preço do gás não está caro. Está R$ 45 na origem. Eu zerei imposto federal. Cadê os governadores para zerar o estadual? Aí chega a R$ 130 na ponta da linha", disse Bolsonaro. 

"Gasolina tá barata. Custa R$ 1,95 na refinaria. Chega a R$ 6,00 ou R$ 7,00 na ponta. Vamos ver, ao longo do caminho, o que fica caro", concluiu.

Para agradar caminhoneiros, Bolsonaro reduziu impostos federais sobre o diesel e gás de cozinha e enviou um projeto à Câmara dos Deputados que altera as regras de definição do ICMS dos estados. A tentativa do presidente é vista pela categoria e pela ala política como forma de reduzir as críticas contra seu governo e culpar governadores pelo alto preço nos combustíveis. 

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o botijão de gás de 13kg varia entre R$ 100 e R$ 130 nos estados do país. Já a gasolina custa, em média, R$ 5,88, podendo chegar a R$ 6,40 em algumas cidades.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários