Segundo ele, recursos viriam do corte de subsídios
Sophia Bernardes
Segundo ele, recursos viriam do corte de subsídios

O presidente Jair Bolsonaro concedeu entrevista à rádio Jovem Pan de Maringá (PR) e prometeu cortar subsídios empresarias a fim de abater a arrecadação do PIS/Cofins do diesel e zerar o imposto federal a partir de janeiro de 2022.

Segundo ele, a negociação com o Ministério da Economia está bastante avançada, mas não detalhou qual setor perderia o benefício fiscal.  

Para o final do ano, tem de reduzir aproximadamente 15 bilhões de reais de subsídios. Geralmente este dinheiro vai para o Tesouro, então não vai para nós porque tem o Teto de Gastos, vai para abater dívida. Bacana, bacana", disse o presidente.

"Conversei com o Paulo Guedes (ministro da Economia) e com o secretário da Receita, vamos pegar esses 15 bilhões de reais e abater nos 19 bilhões de reais que nós arrecadamos de PIS/Cofins do diesel", completou.

Você viu?

A medida é um aceno aos caminhoneiros que ameaçaram paralisação nacional no mês passado, mas o movimento teve pouca aderência .

Além disso, aproveitou para criticar governadores que "arrecadam cada vez mais com ICMS". No entanto, a Petrobras, só em 2021, já aumentou em 40% o preço do diesel. 




    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários