Funcionários processam McDonald's  por dar máscara feita de frauda para cachorro
shutterstock
Funcionários processam McDonald's por dar máscara feita de frauda para cachorro

Funcionários de uma franquia do McDonald's em Oakland, nos Estados Unidos, entraram na Justiça contra a rede por fornecer máscaras feitas de "fraldas para cachorro". Segundo os trabalhadores, o dono da franquia deu até máscaras feitas de filtro de café no início do ano, adianta o New York Times. 

Eles contam ainda que reclamaram com o dono e conseguiram máscaras apropriadas, mas eram abrigados a lavá-las para reutilização. As alegações foram incluídas no processo que acusa o proprietário de causar um surto de Covid-19 no estabelecimento. 

Agora, os trabalhadores e o dono da franquia estão anunciando um acordo no qual o restaurante concordou em aplicar as medidas de segurança, incluindo distanciamento social, rastreamento de contatos e políticas de licença médica remunerada. O acordo também prevê que um comitê de gerentes se reúna mensalmente para discutir o cumprimento das medidas obrigatórias e se novas são necessárias.

Angely Rodriguez Lambert, uma ex-funcionária do McDonald's disse que estavam "sendo tratados como cão fraldas de cachorro para usar como máscaras. Não somos cachorros.”

Michael Smith, dono da franquia, nega as acusações e adiciona ter tomado as precauções necessárias "há mais de um ano". 



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários