IBGE divulgou o PIB hoje
Redação 1Bilhão Educação Financeira
IBGE divulgou o PIB hoje

O P roduto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens produzidos no país, cresceu 1,2% no primeiro trimestre de 2021, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2020, o PIB encolheu 4,1% , em consequência principalmente da pandemia. Foi o pior resultado anual desde 1996, quando começou a série histórica. 

Com relação ao mesmo período do ano anterior, o PIB apresentou melhora de 1%. Já contra o trimestre imediatamente anterior (4T20), subiu 1,2%. No acumulado de 4 trimestres ainda apresenta queda de 3,8%.

"Com o resultado do primeiro trimestre, o PIB voltou ao patamar do quarto trimestre de 2019, período pré-pandemia, mas ainda está 3,1% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica do país, alcançado no primeiro trimestre de 2014", destacou o IBGE.

A prévia do PIB, o índice IBC-Br, apontou  alta de 2,3% no período. O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou ontem que o crescimento viria "muito acima do esperado" . Em março a queda na atividade econômica foi de 1,6% por conta do recrudescimento da pandemia. 





"Em valores correntes, o PIB no primeiro trimestre de 2021 totalizou R$ 2.048,0 bilhões, sendo R$ 1.753,4 bilhões referentes ao Valor Adicionado (VA) a preços básicos e R$ 294,7 bilhões aos Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios", diz o IBGE em nota. 

Crescimento por setor

Agropecuária  puxou a alta do índice com  (5,7%), seguido pela Indústria (0,7%) e Serviços (0,4%). 

"Dentre as atividades industriais, o avanço foi puxado pelas Indústrias Extrativas (3,2%), mas também apresentaram taxas positivas a Construção (2,1%) e a atividade de Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos (0,9%). O único desempenho negativo se deu nas Indústrias de Transformação (-0,5%). Nas atividades de Serviços houve resultados positivos em Transporte, armazenagem e correio (3,6%), Intermediação financeira e seguros (1,7%), Informação e comunicação (1,4%), Comércio (1,2%), Atividades imobiliárias (1,0%) e Outros serviços (0,1%). A única variação negativa veio da Administração, saúde e educação pública (-0,6%)", aponta o IBGE.

Crescimento por setor no PIB
IBGE
Crescimento por setor no PIB


Perspectivas para o ano

O mercado elevou a expectativa de inflação para 3,41% em 2021, além de projetar uma alta maior para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2021, de 3,52% para 3,96%.

Já para 2022, o mercado baixou a previsão de alta do PIB de 2,30% para 2,25%.













    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários