Saiba como declarar rendimentos obtidos com aluguéis no Imposto de Renda
Pixabay
Saiba como declarar rendimentos obtidos com aluguéis no Imposto de Renda

Proprietários de imóveis que recebem rendimentos de aluguel devem declará-los no Imposto de Renda  porque esses valores são rendimentos tributáveis, ou seja, sujeitos a cobrança de tributos. Quem não o fizer, corre o risco de cair na malha fina .

A professora da faculdade de Ciências Contábeis da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), Herika Maciel, explica que, ao longo do ano, os locadores que recebem mais de R$ 1.903,98 por mês são obrigados a fazer o carnê-leão — recolhimento de quantias recebidas de pessoas fisicas.

No entanto, mesmo os que têm rendimentos inferiores a esse limite devem fazer o Ajuste Anual agora, informando os valores na ficha de "Rendimentos Recebidos de Pessoa Física ou do Exterior", indicando a quantia relativa a cada mês no Imposto de Renda .

Esse procedimento deve ser feito independente de optar por uma declaração completa ou simplificada .

"Muitas pessoas têm preocupação de declarar rendimento recebido de aluguel porque ele aumenta a alíquota total de rendimentos. Só que a Receita, que cada vez tem mais instrumentos para evitar sonegações e erros, cruza as informações com a outra parte dessa operação, e descobre", comenta Herika. "Caso esse imóvel não tenha intermediário, o próprio locatário deve declarar o total pago. Para ele, essa informação não oferece abatimentos."

No caso de casas, lojas e apartamentos que são locados por meio de uma administradora e imobiliárias , o informe ocorre de modo diferente já que o rendimento é recebido de uma empresa e não direto do inquilino.

Você viu?

O valor bruto recebido é informado, então, em "Rendimentos Recebidos de Pessoa Jurídica", já valores pagos pelo serviço entram em "Pagamentos efetuados".

É válido lembrar que é obrigação das administradoras fornecer o informe de rendimentos aos proprietários de imóveis até o último dia útil de fevereiro.

Veja um exemplo:

Fernanda aluga uma loja por R$ 6.000, e a imobiliária contratada já retém na fonte o valor do imposto R$ 780,64. Portanto, ela só receberia R$ 5.219,36.

No entanto, ainda há uma taxa de administração de 10% (R$ 600,00) cobrada pela imobiliária. Dessa forma, o valor recebido de fato é de R$ 4.619,36.

Fernanda deverá informar o valor bruto de aluguel na Ficha “Rendimenos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica”. Já a comissão paga à imobiliária deverá ser informada na Ficha “Pagamentos Efetuados”, no código “71 – Administrador de imóveis”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários