Agente da PF investigando
Reprodução / Polícia Federal
Agente da PF investigando


A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quarta-feira (7), uma operação que resultou na prisão em flagrante de quatro pessoas – entre elas, dois menores. Os indiciados promoviam fraudes via internet para fazer saques ilegais do auxílio emergencial . As vítimas são de todo o país.

Agentes da PF cumpriram cinco mandados de busca e apreensão na chamada Operação Voitheia, expedida pela 10ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Trata-se de uma nova fase e desdobramento da Operação Sanguessuga, de dezembro de 2020 pela Polícia Federal no Rio de Janeiro.

Foram apreendidos sete celulares, três notebooks e mais de R$ 10 mil em dinheiro. Os criminosos foram encaminhados à Superintendência da Polícia Federal em Brasília, para a realização dos procedimentos de praxe.

Leia também

Nesta semana, o governo federal iniciou o pagamento das novas parcelas do auxílio emergencial . A reedição do programa é destinada a um público menor, de 45,6 milhões de pessoas, e em um valor mais baixo, de no máximo R$ 375 mensais por família.

Em 2020, o benefício atingiu 68 milhões de brasileiros. Houve um corte superior a 22 milhões de pessoas, ou um terço do total.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários