PIB do Estado cresce 0,4% em 2020
Reprodução: ACidade ON
PIB do Estado cresce 0,4% em 2020

Na manhã desta quinta-feira (4) o governo de São Paulo anunciou o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de 2020. No ano passado a economia paulista cresceu 0,4% , segundo dados da fundação Seade, IBGE frente ao recuo de 4,1% da economia brasileira . O crescimento foi visto como positivo pelo Secretário da Fazenda, Henrique Meirelles. Este foi o pior resultado para o estado desde 2016.

Para o governador João Doria, isso reflete a força da economia do estado, num ano "difícil" para a economia mundial, que registou saldo negativo de 3,5%. Para ele, o desemprenho é "fruto de um conjunto de ações do governo do estado, em conjunto com a iniciativa privada."

Doria listou os principais fatores da sua gestão que, para ele, influenciaram positivamente o PIB:

  • 4 leilões de infraestrutura na B3, estado que mais abriu leilões no país
  • Eliminação de 5 estatais
  • Obras de infraestrutura em Parcerias Público-Privadas (PPP)

Meirelles classificou como "excepcional" o crescimento do estado. "Algo extraordinário dentro desse contexto", acrescentou. Para o ex-ministro da Economia, o número vem na esteira do crescimento de 2019. "O estado entrou forte, funcionando a todo vapor. Entra em 2021 preparado para crescer." 

Ele fez questão de ressaltar a vacinação como ponto "fundamental" para a retomada econômica não só no estado, mas no Brasil inteiro. "Não podemos esquecer que a crise é em função da pandemia. Vamos crescer como resultado da vacina", disse o ministro. 

Você viu?

PIB de SP detalhado:

  • Agropecuária: -1,7%
  • Indústria: -2,9%
  • Serviços e tecnologia: +1,8%

 O resultado do setor de serviços e tecnologia compensou os demais setores, por ser componente de 77% do PIB do estado. O governo creditou a alta ao processo de digitalização e investimentos realizados no setor.

Comparação com o PIB Brasileiro por trimestre: 

  • 1º trimestre: SP; -0,7%/Brasil; -2,1%
  • 2º trimestre: SP -6,3%/Brasil; -9,2%
  • 3º trimestre: SP +9,8%/Brasil; +7,7%
  • 4º trimestre: SP +2,5%/Brasil; 3,2%

O secretário Henrique Meirelles disse que a recuperação foi "em V, principalmente após o terceiro trimestre. A economia entrou forte, caiu menos e recuperou mais rápido". Segundo os levantamentos da Seape, o estado teve saldo positivo na economia por 8 meses consecutivos. 

O destaque fica para a atividade financeira, contrução civil e serviços de tecnologia e informação. 

Saldo dos empregos 

Patrícia Elle, secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, mostrou que o saldo líquido de empregos compensou as perdas pelos piores meses da pandemia". O estado teve o melhor saldo de abertura de empresas desde 3013: 224.153 empresas abertas em 2020, sem contar Microempreendedores individuais. 

Além disso, ela ressaltou que o programa Bolsa Trabalho foi enviando à Assembleia Legislativa de SP ontem. O projeto tem como objetivo atingir 100 mil pessoas, e conceder auxílio de R$ 400 por 4 horas de serviços públicos trabalhados. 

Na semana que vem será lançado um programa de empreendedorismo para mulheres. E na seguinte um programa de crédito à empresas será criado pela secretaria. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários