Brasil Econômico

Em coletiva, Arthur Lira prometeu pautar medida nesta terça-feira (09)
Gustavo Sales/Câmara dos Deputados
Em coletiva, Arthur Lira prometeu pautar medida nesta terça-feira (09)

Em reunião realizada no fim da tarde desta segunda-feira (08), o ministro da economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central , Roberto Campos Neto, aprovaram o relatório da Câmara dos Deputados sobre o projeto que prevê a autonomia do BC. Além de Guedes e Neto, participaram do encontro o presidente da Câmara dos Deputados , Arthur Lira, e relator da medida, deputado Sílvio Costa Filho (Republicanos-PE).

O projeto prevê a independência do órgão monetário do Governo Federal , ou seja, o Palácio do Planalto não poderá interferir nas decisões do BC, caso a pauta seja aprovada. Em novembro de 2020, o assunto foi discutido e aceito por senadores.

“Tanto Governo Federal quanto o Banco Central aceitaram o nosso parecer. O Banco Central não é um órgão de Governo e sim de Estado”, disse o relator do projeto.

Você viu?

Em coletiva realizada após a reunião, Paulo Guedes elogiou o parecer e alfinetou Rodrigo Maia ao afirmar que haverá harmonia entre os poderes. O ministro afirmou que a autonomia do BC é um sonho antigo e que o projeto deve favorecer a economia do país.

“A coisa mais importante é essa harmonia entre poderes independentes e, acima de tudo, os interesses do povo brasileiro”, alfinetou Guedes.

 “Ele é decisivo para garantir a estabilidade monetária do país, garantir o poder de compra da moeda, poder de compra dos salários e aposentadoria, e a própria execução orçamentária”, concluiu.

O presidente da Câmara, Arthur Lira, prometeu enviar a proposta a líderes partidários e votar a proposta nesta terça-feira (09). 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários