Brasil Econômico

Ricardo Nunes
Divulgação
Nunes já havia sido denunciado pela promotoria por apropriação indébita de R$ 14 milhões

O empresário Ricardo Nunes foi denunciado nesta sexta-feira (11) pelo Ministério Público de Minas Gerais , por sonegar R$ 120 milhões entre maio de 2016 e novembro de 2019. Essa é a segunda vez que o fundador da Ricardo Eletro  é indiciado pela promotoria.

De acordo com os investigadores, o empresário e o ex-diretor da rede varejista, Pedro Magalhães , não repassaram o valor de impostos, como o Imposto de Circulação de Mercadorias (ICMS) . Magalhães também foi indiciado pelo MPMG.

Ricardo Nunes não faz mais parte do quadro de acionistas da Ricardo Eletro, que pertence ao grupo Maquina de Vendas.

Ao G1, a defesa do fundador da Ricardo Eletro, disse que o Ministério Público insiste em atribuir responsabilidade ao cliente no período em que ele não era mais gestor da empresa. Já os advogados de Pedro Magalhães também negaram a participação no crime. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários