Brasil Econômico

Ibovespa
Guia do Investidor
Ibovespa opera em queda

O principal índice da Bolsa de Valores brasileira, o Ibovespa , opera em baixa na tarde desta quinta-feira (12).  A desvalorização chegou a ser de 2,26% pelo horário das 15h30 (horário de Brasília). Com essa depreciação, a bolsa marcou 102.440,047 pontos.

Mesmo com as atividades empresariais e os ajustes de mercado, a Bolsa seguiu os resultados dos mercados internacionais, também em baixa .

Segunda onda de coronavírus é um dos fatores

Um dos principais motivos para todas as quedas observadas no mundo é a chegada da “segunda onda” do novo coronavírus na Europa, bem como o anúncio de que em Nova York, nos Estados Unidos, medidas mais rígidas de distanciamento social serão adotadas. 

"Após duas semanas de ganhos relevantes, é natural que haja movimentos de realização, principalmente na avaliação dos riscos que a pandemia ainda traz para a mesa no que diz respeito à recuperação da economia global ", avalia a Guide Investimentos, em nota que foi encaminhada à agência Reuters.

Nos Estados Unidos, o aumento de casos de covid-19 fez com que, em Wall Street , a bolsa abrisse em baixa. Devido a isso, muitos investidores fazem a "realização de lucros", que consiste na venda de ativos. A prática é adotada para que, com o prosseguimento da queda da bolsa, esses investidores não possuam mais suas ações que estão se desvalorizando.

No Brasil, o Ministro da Economia, Paulo Guedes , disse ainda hoje que o governo terá que agir caso haja, no país, uma segunda onda do coronavírus.

Guedes avaliou também que haverá maior estabilidade perante a inflação com o fim do auxílio emergencial .  O ministro também revelou que cogita a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) para tentar equilibrar as contas públicas e amenizar os impactos da crise.

    Leia tudo sobre: Bovespa

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários