vanessa canado assessora guedes
Reprodução/Youtube
Assessora especial do Ministério da Economia, Vanessa Canado defende nova CPMF e diz que imposto incidirá sobre todas as transações

O novo imposto sobre pagamentos que está sendo elaborado pela equipe econômica do governo federal, que vem sendo tratado como 'nova CPMF' , deverá incidir sobre todas as transações econômicas e não apenas sobre operações digitais.

"Para termos um tributo com base ampla, ele precisa pegar todas as transações da economia". afirmou nesta quarta-feira (26) Vanessa Canado, assessora especial do Ministério da Economia, durante a segunda edição do “E Agora, Brasil?”de 2020, seminário realizado pelos jornais O GLOBO e Valor Econômico , com patrocínio do Sistema de Comércio, através da CNC, do Sesc, do Senac e de suas Federações.

Segundo Canado, a contribuição sobre pagamentos ganha uma conotação diferente da antiga CPMF (o imposto do cheque) por conta da digitalização da economia.

"Para ampliar a base de tributação e rastrear melhor o fluxo da economia digital, que não tem o bem corpóreo circulando, o melhor é fazer esse rastreamento pelas transações financeiras", explicou a assessora de Guedes, explicando o que vê como principal diferença entre o antigo “imposto do cheque” a nova tributação em estudo.

Canado não deu detalhes do imposto e disse que eles serão conhecidos quando o governo encaminhar a proposta ao Congresso Nacional.

    Veja Também

      Mostrar mais