Brasil Econômico

onyx e bolsonaro
Palácio do Planalto/Flickr
O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni: divulgação de novo calendário aconteceria hoje

A divulgação do  calendário da 3ª parcela do auxílio emergencial , que aconteceria hoje, foi cancelada. O Ministério da Cidadania faria o anúncio nesta quinta-feira (25), às 17h.

Por volta das 15h50, jornalistas receberam um aviso da assessoria de imprensa do governo, dizendo que o evento foi cancelado. A assessoria da presidência respondeu, por telefone, que ainda não há previsão de reagendamento da coletiva e também não justificou o cancelamento.

Estariam presentes o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. A TV Brasil transmitiria o anúncio ao vivo.

Ontem, quarta-feira (24), o presidente da Caixa afirmou que faltava apenas o aval do presidente Jair Bolsonaro para que o anúncio da terceira parcela do auxílio emergencial fosse feito pelo governo.

Na manhã desta quinta (25), Pedro Guimarães se reuniu com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e os ministros Paulo Guedes (Economia), Onyx Lorenzoni (Cidadania) e Braga Netto (Casa Civil).

Também nesta manhã, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, escreveu no Twitter que o governo definiu mais parcelas do auxílio,  mas apagou a publicação em seguida.

Além da definição do calendário da terceira parcela, o governo divulgaria o balanço sobre o auxílio emergencial, com número de beneficiários e custo de cada parcela, e poderia ainda oficializar a prorrogação do auxílio nesta quinta.

A expectativa é que o  auxílio  tenha mais três parcelas, com valores menores do que os atuais R$ 600. A ideia é adotar  valores decrescentes no auxílio, de R$ 500, R$ 400 e R$ 300, respectivamente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários