banco central
Raphael Ribeiro/BCB
Banco Central reduziu projeção para o PIB brasileiro em 2020, prevendo queda de 6,4%

Por conta dos efeitos da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) na economia, o Banco Central (BC) revisou suas expectativas e projetou uma queda de 6,4% na economia em 2020. A nova estimativa foi publicada nesta quinta-feira (25) no Relatório Trimestral de Inflação.

Leia também:

A previsão anterior, publicada no fim de março, estimava um crescimento zero para o ano . Em dezembro do ano passado, o BC esperava um crescimento de 2,2% para o período.

"A alteração da projeção está associada, essencialmente, ao avanço e à duração da pandemia da Covid-19 em território nacional, com a consequente adoção, a partir da segunda quinzena de março, de medidas de isolamento social no país. A magnitude desses dois fatores tem superado significativamente o que se esperava na data de corte do último RI", diz o BC.

Segundo a autoridade monetária, a projeção para o PIB anual considera que o recuo no segundo trimestre será o maior observado desde 1996, início do atual Sistema de Contas Nacionais Trimestrais. "Espera-se que tal contração seja seguida de recuperação gradual nos dois últimos trimestres do ano, repercutindo diminuição paulatina e heterogênea do distanciamento social e de seus efeitos econômicos", diz o relatório.

Na quarta-feira (24), o Fundo Monetário Internacional (FMI) também revisou sua projeção para a economia brasileira, passando a prever uma queda de 9,1% em 2020 .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários